fbpx
Vendedor pagou 2 mil euros de multa ao vender gelado por 25 Euros

Vendedor pagou 2 mil euros de multa ao vender gelado por 25 Euros

Turista pagou 25 euros por um gelado. Vendedor pagou 2 mil euros de multa
Caso aconteceu em Florença, Itália. Turista pediu apenas uma bola de gelado num cone de bolacha.
Um turista natural de Taiwan estava de visita a Florença, na Itália, quando decidiu pedir um gelado simples num restaurante-gelataria. Era apenas uma bola de gelado num cone de bolacha, mas o preço que lhe apresentaram foi de 25 euros.


O homem pagou o valor, mas, indignado, queixou-se ao guia italiano do seu grupo de viagem. O guia, sabendo que se tratava de um preço exorbitante, chamou as autoridades.
O restaurante-gelataria acabou por ter que pagar 2 mil euros de multa, pelo crime de especulação. “Esconder os preços é [um crime] muito comum e um hábito que cria uma má impressão a nível internacional, dado que as vítimas principais são turistas”, indicou ao La Repubblica um agente de autoridade local.
Este já não é o primeiro caso do género em Itália, recordando a mesma publicação o caso de uma gelataria que, em 2013, cobrou cerca de 50 euros a quatro turistas britânicos por gelados.
Em Portugal também se verificam casos similares. Recorde o caso do restaurante no centro de Lisboa cujos funcionários, sem apresentar a ementa, referiam um preço médio pela refeição e, no final, era cobrada uma conta muito mais elevada. As vítimas também eram, maioritariamente, turistas.

Deixe um comentário